Piano/Teclado  

Carlos Wiik

Carlos Wiik é pianista e educador, formado em piano pela Unicamp na classe do professor Fernando Lopes. É doutor em Educação Musical pela Universidade da Flórida, instituição onde também completou o seu mestrado em piano na classe do professor Boaz Sharon. É formado pelo Conservatório Musical Carlos Gomes, onde estudou com Antonio Bezzan e Olga Husemann Levermann, entre outros. Na Universidade da Flórida foi professor assistente e coordenador do curso de piano em grupo. Como pianista, tem atuado como camerista, tanto com instrumentistas como com cantores líricos e corais, além de um extenso trabalho como pianista co-repetidor, com recitais solo e na produção do musical “O Homem de La Mancha” e do poema lírico “Colombo”, de Carlos Gomes. O seu trabalho como solista inclui uma apresentação com a orquestra de Americana/SP e recitais em diversas salas no Brasil e nos EUA e em congressos em Paris e em Praga. As suas recentes apresentações incluem participações com a Orquestra da Unicamp sob regência de Simone Meneses, além de recitais com o clarinetista Reinaldo dos Anjos. É diretor da Escola de Artes Pró Música, na cidade de Campinas desde 2004, onde atualmente leciona piano, teoria, estruturação musical e curso de preparação para o vestibular. À frente dessa instituição, tem ajudado a projetar a escola no cenário musical campineiro, com destaque para as apresentações semanais de música erudita e popular que promove desde 2007. Tem procurado intensificar relações com o departamento de música da Unicamp, onde já participou em mais de uma dezena de bancas de mestrado e doutoramento. Apoiou estágios supervisionados na Pró Música para alunos de licenciatura em música da Unicamp, e realizou workshops em conjunto.

Isabela Siscari

Pianista e regente, tornou-se Mestra em Música em 2020 pela UNICAMP, sob orientação de Angelo Fernandes. Atuou no início de 2020 como pianista na montagem de West Side Story, de L. Bernstein, sob direção musical de Claudio Cruz e com direção cênica de Charles Möeller, pela Santa Marcelina Cultura e Theatro São Pedro. Tem trabalhado em montagens de óperas como diretora de palco, pianista (Gianni Schicchi – 1º Festival Internacional de Ópera de Goiânia, sob regência de Tiago Roscani) e como regente (A Flauta Mágica – 35ª Oficina de Música de Curitiba). Destaca-se a estreia da peça Divertimento para piano e orquestra, de Tiago Roscani, junto à Orquestra Sinfônica da UNICAMP, em 2018. Teve como principais professores e orientadores Mauricy Martin (piano), Carlos Fiorini e Abel Rocha (regência), e atualmente é aluna de piano de Paulo Gazzaneo. Integra o Coro Contemporâneo de Campinas como membro do naipe de sopranos, regente assistente e produtora. É professora de Piano e Teoria Musical na Escola de Artes Pró Música desde 2014.

Marco Antonio Rosa

É formado em Licenciatura em Educação Musical pela UFSCar, tendo tido aulas com Dra. Ilza Zenker Leme Joly. Concluiu Especialização em Ensino e Práticas Musicais/Regência Coral pelo UNASP sob a orientação de Dr. Jetro Meira de Oliveira e Gerson Stencel Arrais. Fez curso de teclado com o Dr. Glauber Lúcio Alves Santiago, flauta doce com a Dra. Isamara Alves Carvalho na UFSCar e também no Sopro Novo da Yamaha. Desenvolve trabalhos como educador musical em escolas particulares com projetos de canto coral, flauta doce e musicalização na educação infantil e fundamental - anos iniciais. Trabalha como regente de corais e orientador vocal em igrejas, escolas e empresas, atuando também como Arte Educador. Atualmente cursa Artes Visuais na CLARETIANO. É professor da Pró Música desde 2014, lecionando teoria musical, musicalização, piano, teclado e flauta doce.

Maria Lucila Junqueira

Natural de Campinas é formada pelo Curso Técnico em Piano do Conservatório Musical Carlos Gomes de Campinas (1989). Possui Graduação em Piano pela Faculdade Santa Marcelina (FASM-SP, 1999); Pós-Graduação em Educação Musical pela Faculdade Cantareira (2011); Mestrado em Música pela UNICAMP (2015).  Pós-Graduação na Pedagogia do Piano pela FASM (2018). Vem ao longo dos anos se especializando na didática do piano através de muitos cursos, dentre eles: Didática do Piano para Nível Iniciante (UNICAMP, 2005); Didática do Piano para Níveis Intermediário e Avançado (UNICAMP, 2006); Musicografia Braille. Ministra há quatro anos, na condição de voluntária, aulas de Piano e Musicalização para adolescentes e adultos no Centro Cultural Louis Braille de Campinas. Desenvolve e fabrica há anos jogos pedagógicos para trabalhar com a teoria musical através da empresa Menestrel Material Pedagógico. Faz desde 2020 um curso de introdução  à técnica Talbman com o pianista João Paulo Casarotti.

Maria Tereza Soto

É formada no curso técnico de piano pelo Conservatório Carlos Gomes. Continuou seus estudos de piano em São Paulo com Nenê Braga, Maria Elisa Bologna e Rosana Giosa. Posteriormente iniciou-se no violoncelo com Meila Tomé, se especializando com Lara Ziggiatti Monteiro e Gêneses de Oliveira. Como pianista, conquistou o prêmio Melhor Intérprete de Villa-Lobos no concurso de 1985 do Conservatório Carlos Gomes. Atuou como violoncelista na Orquestra Comunitária da Unicamp e na extinta Orquestra Filarmônica Popular, conduzida então por Wilson Domingos Dias, além de inúmeros trabalhos de free-lancer de orquestra para eventos artísticos da região. Foi professora de piano e de violoncelo no Conservatório Carlos Gomes e no Instituto Musical Souza Campos. Atualmente leciona na Escola de Artes Pró Música e é assistente da Orquestra de Cordas da escola.

Marli Rossin

É professora de piano e teoria musical desde 1970. É formada em piano e órgão pelo Conservatório Santa Cecília de Campinas. Possui Licenciatura em Educação Musical e Artística pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Participou de Cursos de Extensão Universitária na Unicamp e de várias oficinas e cursos, tais como curso para professores de Musicalização infantil com Josete Ferez e Jos Wuytack, curso de percussão e rítmo com Gloria Cunha. Em 1986, passou a integrar o corpo docente da Escola de Artes Pró Música. Desenvolveu o projeto Vivendo e Aprendendo para a 3ª idade, onde deu aulas de musicalização e coral. Foi orientadora do grupo Musical Infanto Juvenil Musicom e do Grupo de Percussão Musicar. Tornou-se Diretora da Escola de Artes Pro Música em 1999, onde coordena e dirige o Festival Anual da Escola desde o ano de 2000.

Raquel Dídimo

Formada pela Universidade Federal de Goiás em Bacharel em Piano e sequentemente em Educação Musical - Ensino Escolar onde após o término ingressou na Especialização em Performance na mesma instituição, onde teve aulas com Custódia Annunziata, Lúcia Barrenechea, Marília Labossiére, Lilian Meire e chegando em Campinas teve aulas com Mauricy Martin.

Renata de Oliveira Pavaneli

Professora da Escola de Artes Pró Música desde 1990, é Bacharel em Piano, Licenciada em Educação Artística, sendo aluna de Fulvia Escobar e Mauricy Martin. Mestre em Educação pela UFSCar, sob a orientação da Profa. Dra. Ilza Joly com pesquisa desenvolvida sobre o aprendizado da Leitura e Escrita Musical e Pós-Graduada em Neurociência Aplicada à Educação elo IBFE.  Na Pró-Música foi orientadora do Grupo MUSICOM junto com Marli Rossin e, em 1998 iniciou o curso de Musicalização para Bebês.  Participou de diversos cursos de extensão e de formação para professores, sendo aluna de Josette Feres, Carmen Mettig Rocha, Jacques Chapui, Violeta Gainza, Sofia López-Ibor, Verena Maschat, Helder Parente, Doug Goodkin, Gizele Cruz, Margareth Darezzo, Estêvão Marques, James Harding entre outros. É membro associada da ABRAORFF desde 2004. Em 2009 fundou o Grupo de Estudos da ABRAORFF Campinas, com sede na PróMúsica, onde promove cursos e oficinas sobre canto coral, danças folclóricas, jogos musicais e entre outros.